formas, tons terrosos e expressão

. 23.9.18 .

Dia desses resolvi pintar, uma atividade que sempre gostei de fazer quando criança. Sem pressão de perfeição e preocupação com o que fosse se originar.  Um desejo agitado de querer fazer algo sem pensar no próximo ato.

Inspirada pelas formas em curva da natureza e no calor dos tons quentes do meu amado Sol expirei criação. 

Só queria me sentir livre nas pinceladas, explorar os materiais, observar as misturas de cores, alterar a textura original da tinta para algo mais liquido e transparente.

Me transparecer no papel.

Um deixar-se fluir, como a tinta do pincel quando toca a água e se esvai.

Se liberta.

Dia desses resolvi pintar, uma atividade que sempre gostei de fazer quando criança. Sem pressão de perfeição e preocupação com o que fosse se originar.  Um desejo agitado de querer fazer algo sem pensar no próximo ato.

Inspirada pelas formas em curva da natureza e no calor dos tons quentes do meu amado Sol expirei criação. 

Só queria me sentir livre nas pinceladas, explorar os materiais, observar as misturas de cores, alterar a textura original da tinta para algo mais liquido e transparente.

Me transparecer no papel.

Um deixar-se fluir, como a tinta do pincel quando toca a água e se esvai.

Se liberta.

8 comentários

newer older Página inicial