sobre gostar de ficar no meu canto

20 outubro 2014

lonely
Sempre fui mais ouvinte e observadora. Daquela que prefere falar quando realmente tem algo a dizer. Não gosto de conversas desnecessárias feitas só para quebrar o silêncio. Afinal, o que tem de ruim na quietude?

Quando as pessoas estão comigo, elas têm a mania de querer falar o tempo todo, aquela agitação toda de sempre ter assunto. Portanto, se fico quieta, mais escutando que falando, sinto que elas sentem um desconforto gritante. Credo, gente. Quer falar como o tempo mudou de repente? Que está fazendo muito calor? Sou muito mais ficar olhando para as coisas a minha volta. Brisando nos meus pensamentos, refletindo, ou apenas olhando a chuva cair. Ainda mais aqui em São Paulo que uma gota é raridade. Claro que gosto de uma boa companhia. Aprecio mais ainda quem consegue me acompanhar no silêncio.

Pra que falar o tempo todo se a coisa vai ser forçada? Gosto das coisas espontâneas e sem pressa. Muitas vezes prefiro ficar sozinha no meu canto. Não sinta pena de mim, meu amor. Se me ver por aí junto de um livro, dos meus fones ou até mesmo sentada sem fazer nada, pode crer que eu tô feliz pra caralho.
O sossego do silêncio me faz bem.
“Eu não era um misantropo ou um misógino, mas gostava de estar sozinho. Era bom estar solitário num lugarzinho, sentado, fumando, bebendo. Sempre tinha sido uma boa companhia para mim mesmo.”
Misto Quente – Bukowski

○compartilhar

37 comentários:

  1. Eu Amo ficar no meu canto queta, observando o céu, às pessoas, os carros na rua. Amo ficar só, curtir a minha companhia. Eu escuto mais do que falo, e na maioria das vezes eu nunca sei o qui falar, e sinto que às pessoas ficam incomodadas com isso, com o meu jeito de ser. Ai eu me pergunto, que mal tem em ser assim? Aff, eu gosto de ser assim, não gosto de jogar conversa fora, de falar de coisas que não me acrescentam em nada, gosto de ser assim, meio antissocial, à estranha da sala, que só pensa em livros, e desenhar, sou feliz assim. Prefiro ser assim, do que tentar agradar todo mundo mundo.
    Gostei muito do seu texto Grazi, me vi muito nele. Parabéns *------*

    blog-quemsoueu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IIIIIIISSSO <3
      Kkkkkk, gente! Que bom encontrar mais pessoas assim! Observar as pessoas é uma coisa que amo, cara. Prestar atenção nas manias, no modo que elas falam, na expressão corporal, nos risos. Cada uma com suas singularidades ♥.
      Obrigada, Mari! ^^

      Excluir
    2. Adorei seu blog e adorei essa postagem <3

      Excluir
  2. eu gosto do silêncio mas ando numa fase muito comunicativa. Sempre acho que falo demais e me arrependo depois! É meio estranho para mim e tenho refletido muito acerca disso.

    Quando nova, era extremamente introspectiva. Simplesmente não gostava de conversar e só queria ficar no meu canto. Meus pais achavam que tinha problemas. Mas não era verdade, simplesmente gostava do silêncio e da contemplação, assim como você descreveu nesse post.

    Por isso muito me incomoda essa minha fase "pronto, falei!". talvez eu tenha ficado tanto tempo em silêncio que hoje esteja em um outro extremo, não sei. Acho que preciso achar o equilíbrio.

    mas nossa, enfim, fiz um desabafo psicanalítico no seu blog! hahaha
    é que o texto foi bastante reflexivo para mim.

    Bjs Grazi!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, totalmente o oposto de mim mas totalmente o que eu queria ser!
    Teve um dia que eu conversando com o pastor da igreja em que frequento comentei que não queria ser como eu sou, comunicativa, espontânea, totalmente sem vergonha (no bom sentido da coisa) que eu me incomodava comigo mesmo, por achar que meu jeito incomodava os outros, ele falou que não, que eu precisava rever o que eu falava mais esse é o meu jeito é aquilo o que seria do amarelo se todos gostam de azul.

    Então, hoje em dia apesar de gostar muito mais de ficar de boa na minha, ainda assim falo pelos cotovelos #ong!


    Achei lindo seu post!

    ResponderExcluir
  4. Tamo junto!
    Eu até converso MUITO, mas sou do tipo seletiva, mas MUITO seletiva, ou seja, só converso com os parsas, hahaha. E isso me incomodava um pouco, porque sentia que deixava de ter algo bom por ser assim, sentia que talvez eu teria mais companhias se eu não fosse tão chata/antisocial/seletiva... mas sabe, depois que "cresci" comecei a gostar de ser assim. Assim, só quem são os íntimos sabem de que gosto, dos meus problemas, das minhas manias e esses poucos íntimos acredito que sejam os verdadeiros.

    E sobre seu comentário ali em cima: Que gracinha ficar observando o jeito das pessoas. É super legal, né?! como cada um tem um jeitinho especifico *-*

    ResponderExcluir
  5. Acho que eu tava precisando ler isso, menina Grazi. Gosto de ouvir as pessoas, gosto do silêncio, mas quando conheço alguém acontecia o oposto: danava a falar. Pelo nervosismo a gente não se dá conta de que não tem nada de mais ficar quietinha, e falar só se for uma coisa bacana. Enfim, foi gostoso ler isso.

    Também sou uma pessoa bem introvertida, embora não pareça. Tão gostoso ficar em casa com meus livros, escrevendo e vendo blogs. É meu hobbie, admito <3

    Beijo <3

    ResponderExcluir
  6. Eu sou como você Grazi! A um tempo atrás, ficar em silêncio me incomodava, mas hoje eu reconheço o valor disso!
    O silêncio é maravilhoso, construtivo e esclarecedor!
    bjsss e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Aprendi muito sobre mim mesma quando descobri que ser timida é diferente de ser introvertida. De timida não tenho nada, mas sou definitivamente introvertida. Talvez não tanto quanto você, mas mesmo assim estar em contato permanente com outras pessoas e ter que puxar assunto requer de mim um grande esforço.
    Outro dia estava pensando sobre isso, e me pergunto se a maioria das blogueiras (pelo menos as que sigo) não seriam pessoas introvertidas. Afinal de contas, "conversar" (postar e/ou comentar) via blog é isso : ativar a comunicação somente quando sentimos a necessidade/vontade, além de termos a possibilidade de "encerrar a discussão" fechando uma aba de navegador. Enfim... gostei do post !

    Des bisous Grazi ^_^

    ResponderExcluir
  8. Grazi, também sou assim. Alias, mais ou menos.
    Tem horas que detesto ficar sozinha, silencio então me dá agonia. Gosto de gente que conversa, mas costumo ficar mais quieta. Na verdade, eu percebi recentemente que eu sei que estou a vontade com alguém quando eu posso ficar em silêncio sem parecer que está estranho. Essa coisa de puxar assunto o tempo todo a gente faz com vizinho, no elevador, com colega de faculdade, pra não parecer anti-social. Mas quando eu estou com os amigos de verdade, com quem eu sei que me entende, e posso ficar em silêncio sem me preocupar em falar alguma coisa, ai é uma delicia :)

    ResponderExcluir
  9. Eu fico A Feliz quando acho gente que sabe valorizar um momento em silêncio, só contemplando...Eu adoro essas coisas, sempre fui uma criança tímida, fui me soltar um pouco mais aos 12 e agora aos 22..sempre foi bastante dificil pra mim estabelecer comunicação com quem nunca tinha visto antes, sorrir pra quem nao conheço e trabalhar com público tem sido uma aula sobre isso e extroversão..

    por outro lado nunca dispenso minha solidão, tanto que sou mal compreendida, tem vontades, sonhos e desejos que guardo tanto pra mim que as pessoas se surpreendem em saber, acham q agi em segredo, mas no fundo, era só falta da necessidade de contar pra todo mundo..Enfim, em tempos de que todo mundo quer contar tudo pra todo mundo, compartilhar tudo com todo mundo, a gente que só ficar quieto é bem julgado...

    Seu texto me fez lembrar uma frase de Nietzsche "Detesto quem me rouba a solidão, sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia." algo assim com alguns erros de tradução provavelmente hahahaha

    ResponderExcluir
  10. Sou meio bipolar quanto a isso.
    As vezes eu quero ficar no meu silêncio, e quem o perturbar, olho até de cara feia! kkkkkkk
    Mas tem vezes que o silêncio me incomoda, e eu quero falar pelos cotovelos, bater papo, conversar.
    Eu sou quieta, mas ao mesmo tempo muito comunicativa. Pelo menos eu sei enxergar aquela pessoa que gosta de silêncio e curto o silêncio com ela hahaha
    Em relação as pessoas, nunca julguei alguém gostar de ficar só, cada um tem sua maneira de ser :D

    Beijos Grazi ♥
    Sim, sou vegana!

    ResponderExcluir
  11. Também sou assim e quem me conhece não liga tanto, mas o perigo é quando estou numa roda de gente que não conheço e é ai que sou mais quieta. Se já sou chegada a ficar caladinha quando conheço a pessoa suficiente para falar qualquer bobagem, imagina quando eu não conheço quem está na minha frente. Por esse motivo muitas vezes acham que "ela não gostou de mim" -pessoas que acabei de conhecer comentando sobre mim para amigos em comum.

    Eu vou além, gosto de observar as pessoas. Ver suas atitudes, trejeitos, assimilo cada palavra. E ai de quem me contar uma história hoje e tentar contar a mesma história, mudando os fatos, daqui a um ano.
    =)

    ResponderExcluir
  12. sou tão tagarela! Dá até vergonha.
    mas realmente o silêncio é melhor que alguns assuntos :)
    gostei da reflexão

    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS: obrigada por compartilhá-la e me ajudar a perceber, de maneira delicada, que as pessoas nem sempre estão af fim de conversar

      Excluir
  13. Eu sou exatamente da mesma maneira, e sabe que já cheguei a perder amizades por causa desse meu jeitinho silencioso de ser.

    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  14. Sigo a mesma filosofia. Gosto mais de observar e ouvir e acho que as pessoas me acham anti pática por isso. #dilemas rsrs
    www.belapsicose.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Também gosto do silêncio, mas tem dias que o que mais quero é tagarelar por aí kkk

    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
  16. Pode-se dizer que consigo ser duas coisas: silêncio e barulho. Porque tudo vai de momento, do meu sentimento, do que o meu coração deseja para aquele dia. Mas também amo o silêncio e meu cantinho.

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Engraçado ler esse post, porque eu estava reparando outro dia como existem pessoas que não conseguem ficar em silêncio. Me incomoda demais isso. Eu também sou super quieta, na minha e adoro silêncio. Me identifiquei!

    ResponderExcluir
  18. que saudade daquiiiiii

    também não gosto de conversas desnecessárias "só pra quebrar o silêncio", apesar de ainda me sentir incomodada quando to sozinha com alguém e ninguém fala nada... a diferença é que agora eu não me cobro de inventar um assunto, porque da mesma forma que eu tô em silêncio, a pessoa também tá... então ninguém é obrigado a nada (nossa, filosofeeeei).

    www.pe-dri-nha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Concordo completamente com você. Odeio essas conversas forçadas. Se a pessoa não tem mais o que falar, eu também não falo. Não tenho assunto e não fui eu quem começou a conversa ( eu nunca começo conversas) haha

    Beijos, www.bloguntilwedie.com.br

    ResponderExcluir
  20. Eu consigo conversar fácil, mas eu não consigo fazer small talk - sempre vi isso como um defeito mas tenho aprendido a me respeitar. Gostei muito do blog. Gostoso de ler mesmo. Beijo!
    www.deborices.com

    ResponderExcluir
  21. Me identifiquei muito com você, Grazi.
    Eu também sou muito mais silenciosa, observadora do que falante. Abro minha boca para opinar apenas quando sei do estou falando; e é engraçado, todos prestam atenção, devem ficar curiosos nas poucas coisas que tenho a dizer.

    Ps.: estou encantada com o seu blog! (e ansiosa para conhecê-la pessoalmente no pic nic! <3).
    Beijos e sorrisos.

    ResponderExcluir
  22. tão, tão, tão, tão tão tipo eu..

    Beijinho doce,
    Mafê

    ResponderExcluir
  23. Sem problemas se vc preferiu o Buk! Buk é intensidade que só ele mesmo pra ser <3
    vc andou meio sumidas dos blogs, mas semp pressoes, volte quando puder, estiver de boa, blogar é sempre bom quando a gente tá bem e com vontade pra isso ne?

    E sobre esmaltes laranjas até q agora to curtindo, mas só aqueles mesmo que postei, vou dar uma olhada nesse da Risque q vc falou, gosto de tons terrosos assim <3 E SÓ VOCÊ REPAROU NO MEU PROJETO DE UNHAS STILETO. Nós temos uma ligação manicure pq ja trocamos amor com um tutorial nail art e agora você notou meu stileto ahhahahaha tô deixando crescer mais e espero q fique beeeeem lindo! ahahaha desde aquela foto ja cresceu mais as unhas, amanha vou pintar e vou postar no instagram! já me segue lá? @ingridabbade

    bjsssss e até a próxima. PS.: sei q vc é ligada nas fotografias de qualidade e lindas, acabei de postar sobre historia da fotografia de Moda. espero q curta! <3

    ResponderExcluir
  24. Também gosto de ficar no meu canto, Grazi. É tão bom ficar quietinha lendo um livro no silêncio, desenhando, pintando, ouvindo uma música, ver a natureza e deixar os pensamentos fluírem. Acho desconfortante quando estou na minha e vem alguém falar comigo sobre coisas irrelevantes como a vida dos outros. O ruim de dizer "quero ficar um sozinha" para as pessoas é que elas entendem como se fossemos tristes ou estivéssemos numa bad hehe
    Saudades daqui!!

    Blog: Café Com Babis (:

    ResponderExcluir
  25. Grazi, temos muita coisa em comum então!
    Atualmente tenho chegado (bem) mais cedo na faculdade, pra entrar na sala ainda vazia e curtir meu livro antes que as pessoas cheguem e tirem meu sossego rsrs... Esses momentos não tem preço!

    ResponderExcluir
  26. A maioria das pessoas com quem convivo não conseguem apreciar o silêncio. Eu bem que tento explicar, ensinar, mostrar o lado de bom de ficar calado, mas ainda não funcionou. Às vezes confundem isso com arrogância, às vezes acham que disseram algo burro demais pra merecer um comentário meu. Gente, é só o silêncio! Por que tanto medo? :)

    ResponderExcluir
  27. Me identifiquei!!
    Eu sempre fui muito quieta e até certo ponto, é um pouco chato pensar que só vc aprecia o silêncio e é ótimo saber que há outras pessoas que pensam como vc. Seu texto até me lembrou uma música do Leandro Léo, chamada Rei da Palavra. Tem um trecho que é assim:

    O verdadeiro rei da palavra
    Valoriza o som
    Fala como quem ja compreendeu
    Que o silencio é bom

    <3 <3

    ResponderExcluir
  28. ME IDENTIFIQUEI TANTO que nem tenho palavras pra expressar. Caramba. ♥

    ResponderExcluir
  29. Eu nunca pensei que fosse introspectivo. Sempre me metia no meio de pessoas que não tinha nada a ver comigo, falando coisas que não tinham nada a ver comigo, simplesmente pelo medo de 'ficar sozinho', de ser considerado 'esquisito'... O resultado disso tudo era ficar super pra baixo no final do dia por estar ali sendo uma pessoa que eu não sou, sendo que eu apenas queria ficar no meu canto com meus livrinhos, minhas músicas... :/
    Eu sou que nem aquela frase do Drummond: "Não sou bastante forte para me libertar, nem suficientemente dócil para me submeter."
    abraços

    ResponderExcluir
  30. Sou filho único criado na fazenda e minha criação me fez ser tímido e me acostumei com a solidão! Mas não foi assim depois que me formei adulto ! Hoje em dia sou cabeleireiro e superei essa barreira e trabalho com o público! Porém ainda necessito tirar dias para ficar sozinho! Todos ficam preocupados pois eu desligo telefone por dias. Será que é normal ?

    ResponderExcluir
  31. Sou filho único criado na fazenda e minha criação me fez ser tímido e me acostumei com a solidão! Mas não foi assim depois que me formei adulto ! Hoje em dia sou cabeleireiro e superei essa barreira e trabalho com o público! Porém ainda necessito tirar dias para ficar sozinho! Todos ficam preocupados pois eu desligo telefone por dias. Será que é normal ?

    ResponderExcluir